“Na medida em que avançamos, cada passo é como uma porta que se abre na busca de nossos sonhos, prazeres e ambições. Somos as portas que abrimos e, também, essas que deixamos fechadas: as tentações, a soberba, o egoísmo. Detrás de cada porta de nosso espírito se encerra uma meta, um objetivo e, parados frente ao seu umbral, nos deixamos seduzir pelo resplendor que emana e nos subjuga. Em cada garrafa de Lamadrid abrimos uma porta e descobrimos um mundo de experiências e sensações que somente cada um pode explicar. A magia, o enfeitiço, o encanto. A boca se cheia de vinho e a alma de emoção. Cada garrafa abre para nós um momento único, não repetível como cada momento e como todos os vinhos. Lamadrid é uma homenagem à minha mãe, ela foi quem que abriu para mim a porta da vida mais também, uma oportunidade para abrir as minhas  alas e, simplesmente, desfrutar.”